Saiba como chegar:

HISTÓRIA

Consagrado como ponto obrigatório de visitação turística do estado, O Maior Cajueiro do Mundo se localiza a cerca de 25 km de Natal/RN, na praia de Pirangi do Norte.

A maior árvore frutífera do planeta, assim registrada no Livro dos Recordes (Guinees Book) no ano de 1994, está situada em um área que já foi um sítio de propriedade do senhor Sylvio Pedrosa (ex-prefeito de Natal) e que posteriormente foi doado ao Governo do Estado. Segundo os habitantes mais velhos da região, a árvore tem aproximadamente 110 a 120 anos de existência.

Do seu tronco original saíram dezenas de galhos que, por sua vez transformaram-se em outros verdadeiros troncos.

A explicação para isso é uma anomalia que os agrônomos caracterizaram de fito teratológica – fito (planta) terato (monstruosidade) lógica (estudo) que afirma que por sofrer desta anomalia seus galhos tocam no solo e criam raízes secundárias que ajudam na alimentação da árvore, mas todos eles são dependentes do tronco principal.

A profundidade das raízes é de 01 a 02 metros e a do tronco principal de 20 a 25 metros, por isso todos dependem do tronco. O Cajueiro atualmente possui uma área de 8.500 m², o que corresponde a um agregado de 70 cajueiros de porte normal, estima-se que se houvesse espaço para seu crescimento poderia alcançar 30 a 40.000 m² .

Quando chega a época de safra, novembro a janeiro, o cajueiro chega a produzir de 70 a 80 mil cajus, o equivalente a 2,5 toneladas. O fruto não é vendido e os turistas podem levar, sem exagero, alguns para casa. O nascimento do maior cajueiro do mundo é um mistério, uma versão é que ele poderia ter sido plantado pelo antigo proprietário do terreno.

O Cajueiro possui uma estrutura ao seu redor com lojas de artesanato da região, mirante com 10 metros de altura para apreciar sua copa inteira e Guias que falam inglês e espanhol.

CONSIDERAÇÕES BOTÂNICAS

O maior cajueiro do Mundo pertence a espécie Anacardium Occidentale, da família Acaxardiáceae. É uma árvore com características fito teratológicas (anomalias) é considerada á única da espécie botânica a qual pertence.

DADOS MORFOLÓGICOS DE SEUS ORGÃOS

  • Raiz – pivotante (crescimento vertical).
  • Caule – tronco lenhoso, com resina e muito tanino.
  • Folhas – simples de forma oblonga ovadas.
  • Flores – pequenas e lilás.
  • Fruto – castanha é a parte comestível suculenta, denominada de Pseudo-fruto
  • Semente – rica em óleo e outras gorduras. Muito apreciada pelo seu sabor e fonte energética de alimentação, constituindo uma grande atividade de exportação.

BENEFÍCIOS DO CAJÚ

Minha dica agora é para você que é vegetariano. Com beleza especial, o caju é fruta perfeita para colorir, perfumar, enriquece. E diversifica pratos da culinária tropical. Além disso, tanto a casca quanto a poupa são muito nutritivas e trazem benefícios para saúde. Fortalece o sistema imunológico e combate o estresse; previne doenças crônico-degenerativas, como problemas cardiovasculares, câncer e diabetes resultados em aumento da expectativa de vida da população. Tem efeito diurético e depurativo, ou seja, purifica o corpo humano de toxinas e resíduos.

Um caju é o suficiente para suprir as necessidades de vitaminas C do organismo por dia ele contém de três a cinco vezes, mas vitamina C que a laranja, além de cálcio, fósforo, vitamina A, complexo B, potássio e ferro.

Agora, você tem motivos de sobra para utilizar o caju em sua alimentação diária. E não se esqueça: ao comprar o caju, este deve estar bem fresco e sua casca com cor firme, sem manchas ou machucados. Lave em sempre o caju em água corrente, e tratada e lave também as mãos com água e sabão antes das refeições e antes de manusear os alimentos.

FEIRINHA DE ARTESANATO DA PRAIA DE PIRANGI

O gigante cajueiro de Pirangi do Norte não é a única atração do parque. As lojas e quiosques fazem parte do complexo visitado por turistas do mundo inteiro anualmente. Por dia, durante os meses de dezembro a março, o local recebe cerca de 500 visitas, incluindo escolas públicas e particulares, idosos, turistas em geral e outros interessados em conhecer o Maior Cajueiro do Mundo. Nos meses considerados de baixa estação, o parque também recebe número considerável de visitantes, cerca de 200 por dia.

Entre mil e 1.300 pessoas se beneficiam direta e indiretamente com o dinheiro proveniente do lucro nas lojas e quiosques. Na feirinha se vendem produtos típicos da arte local e da culinária potiguar. O objetivo é potencializar a exploração e o uso sustentável daquela área.

Horários

O horário de funcionamento do Complexo do Maior Cajueiro do Mundo é das 07h30 às 17h30, de domingo a domingo.

Taxa para visitação:

Adulto inteira: R$ 8.00
Estudante c/ carteira: R$ 4.00
Idoso: R$ 4.00
Criança de 7 aos 12 anos pagam: R$ 4.00
Criança abaixo de 6 anos a entrada é gratuita.

Visite o site oficial:

www.omaiorcajueirodomundo.com

Atenção: toda a arrecadação do Maior Cajueiro do Mundo é para manutenção do próprio. Ele é auto-sustentável, pois tem um quadro de 23 funcionários (com todos os seus direitos trabalhistas), além de um agrônomo e uma bióloga, que cuidam exclusivamente de sua saúde.

Modo de viagem:
PORTAL DA PREFEITURA PORTAL DA PREFEITURA PORTAL GCTI