O Bloco das Virgens leva de 30 a 40 mil pessoas para as ruas de Pirangi do Norte, a irreverência e a diversão tomam conta de Pirangi na tarde e noite da tradicional segunda-feira de Carnaval, com a multidão de homens travestidos de mulher.

Há 30 anos, o bloco “As Virgens” desfila na Avenida Deputado Márcio Marinho e faz coro com os versos da canção de Pepeu Gomes que diz: “Ser um homem feminino, não fere o meu lado masculino”. O idealizador do projeto é o diretor do bloco Banda do Cajueiro, Raimundo Antunes, que afirma ver a renovação dos foliões ano após ano.

A criação do bloco começou exatamente como uma brincadeira de veranistas que se vestiam de mulher e, no final da tarde, saiam às ruas para brindar a segunda-feira de folia, com o passar dos tempos, a brincadeira foi atraindo mais gente até se transformar no sucesso que é hoje, onde no ano de 2014 completou 30 anos de existência, totalizando mais de um milhão de “VIRGENS” ao longo dos anos.

PORTAL DA PREFEITURA PORTAL DA PREFEITURA PORTAL GCTI